Pesquisar

Translate

29 de nov. de 2019

Dicas de Química - UFRGS 2020

Últimas dicas para o vestibular da UFRGS 2020

1.    Geometria do carbono  


 2.    Classificação das Cadeias Carbônicas

3. O valor do coeficiente de solubilidade determina se a solução é insaturada, saturada ou supersaturada. Uma curva de solubilidade ascendente revela que a dissolução do soluto é endotérmica. A curva descendente é característica dos solutos que liberam calor durante a dissolução. 

4. Quando a pressão de vapor do liquido se iguala a pressão atmosférica, o líquido entra em ebulição. Nos efeitos coligativos: quanto maior o número de partículas, teremos, maior ponto de ebulição, maior pressão osmótica, menor ponto de congelação e menor pressão de vapor do solvente.

5. Fusão fracionada, destilação fracionada e liquefação fracionadas são processos que separam os componentes de misturas homogêneas. As misturas azeotrópicas não podem ser separadas por destilação fracionada, pois seu ponto de ebulição permanece constante. O álcool 96oGL é um exemplo.

6. Bases fortes são as formadas pelos elementos dos grupos 1 e 2, com exceção do magnésio. Os ácidos não-oxigenados fortes são o HCl, HBr e HI. Os ácidos oxigenados fortes mais importantes são HClO4 – HNO3 – H2SO4 O ácido Carbônico H2CO3 é fraco. Os sais formados por metais alcalinos, íon nitrato (NO3-1), íon amônio (NH4+1) e Cl-1 – Br-1- I-1 (com exceção dos metais Ag, Hg e Pb) são todos solúveis.

 7. As principais propriedades periódicas e suas ordens crescentes são:


8. Isótopos são átomos do mesmo elemento (mesmo número atômico) que possuem números de massas diferentes e propriedades químicas semelhantes. Hidrogênio, deutério e trítio são os isótopos do elemento hidrogênio. Isoeletrônicas são as espécies químicas com o mesmo número de elétrons. Alótropos são substâncias simples derivadas do mesmo elemento químico (grafite/ diamante, gás oxigênio/ozônio).

9. São exemplos de moléculas apolares: o metano (CH4), o gás carbônico (CO2) e o benzeno (C6H6). São exemplos de moléculas polares: a água, a amônia e o cloreto de hidrogênio.

10. A ligação covalente ocorre através de um compartilhamento de pares eletrônicos enquanto que na ligação iônica temos uma transferência de elétrons e os átomos atraem-se eletrostaticamente. As principais geometrias moleculares são: AX2= linear, AX3= trigonal plana, AX3E= piramidal trigonal, AX4= tetraédrica, AX4E= quadrado planar.

11. As Ligações de hidrogênio são responsáveis pelo aumento anormal do ponto de ebulição da água. Os compostos capazes de formar ligações de hidrogênio normalmente possuem maiores pontos de ebulição e menor volatilidade. Os ácidos carboxílicos podem formar 2 pontes de hidrogênio, os álcoois somente uma e os hidrocarbonetos nenhuma.

12. Nos hidrocarbonetos quanto maior a cadeia carbônica, maior o número de interações por forças de van der Waals (forças de London), logo, maior o ponto de ebulição

13. As funções orgânicas que apresentam Ligações de Hidrogênio entre as suas moléculas são os ácidos carboxílicos, os álcoois e as aminas. Dipolo permanente as cetonas  e os ésteres. Dipolo instantâneo, os hidrocarbonetos.

14. Na eletrólise e nas pilhas a oxidação ocorre no ânodo e a redução ocorre no cátodo. Na eletrólise os cátions (+) migram para o Cátodo (-) e os ânions (-) migram para o Ânodo (+). Nas pilhas os sinais do cátodo e ânodo se invertem.

15. Para determinar a ddp da pilha subtraia o potencial de redução maior menos o potencial de redução menor. Se o resultado for positivo a reação é espontânea. O potencial padrão de redução depende da natureza do material.


16. Óxidos básicos são formados por metal + oxigênio, reagem com água para formar bases. Óxidos ácidos são formados, principalmente, por ametais + oxigênio, reagem com água para formar ácidos. Os óxidos CO (monóxido de carbono), NO (monóxido de nitrogênio) e N2O  (monóxido de dinitrogênio) são neutros. Os óxidos de enxofre SO2 e SO3 e nitrogênio NxOy são os principais responsáveis pela chuva ácida. Os óxidos CO2, CH4 e N2O são os principais gases responsáveis pelo aumento do efeito estufa.

17. A energia de ativação de uma reação química é a energia que dá início ao processo. Os catalisadores atuam de forma a diminuí-la, aumentando a velocidade da reação. A faísca elétrica e a chama fornecem a energia suficiente para que as moléculas cheguem à formação do complexo ativado. Os fatores que podem alterar a velocidade de uma reação são: catalisador, temperatura, pressão, superfície de contato, concentração dos reagentes.

18. Nas reações endotérmicas a entalpia dos reagentes é menor que a entalpia dos produtos. Nas reações exotérmicas a entalpia dos reagentes é maior que a entalpia dos produtos. Para determinar a variação de entalpia através das energias de ligação devemos subtrair o somatório das ligações dos reagentes e o somatório das ligações dos reagentes. Para determinar a variação de entalpia através dos calores de formação, basta fazer entalpia dos produtos menos entalpia dos reagentes.


19. Em uma reação não-elementar, a etapa que determina a velocidade da reação é a etapa lenta. Não influenciam na velocidade reagentes sólidos ou líquidos. A ordem de uma reação é dada pela soma dos expoentes da expressão da lei da ação das massas.

20. O equilíbrio químico de uma reação reversível é atingido quando a velocidade da reação direta iguala-se à velocidade da reação inversa. No equilíbrio as concentrações dos reagentes e produtos ficam constantes. A constante de equilíbrio é dada pela relação entre as concentrações ou pressões dos produtos e reagentes. Nos ácidos e bases a constante mais elevada determina o ácido ou a base mais forte. O único fator capaz de alterar o valor da constante de equilíbrio é a temperatura.

21. Soluções ácidas têm pH menor que 7. Soluções básicas têm pH maior que 7. O indicador fenolftaleína é incolor e fica rosado em meio básico. Nas soluções salinas devemos identificar a base e o ácido de origem: sal derivado de ácido forte e base fraca tem pH ácido (NH4Cl ), sal derivado de ácido fraco e base forte tem pH básico(CaCO3) e se os dois são fortes o pH é neutro (Na2SO4).

22. Nas reações de oxidação temos a diminuição do número de hidrogênios ou o aumento do número de oxigênios. A oxidação (na presença de KMnO4/H+)de álcoois primários fornece aldeídos e a oxidação de aldeídos fornece ácidos carboxílicos (reação do bafômetro). Se o álcool for secundário a sua oxidação dá cetona. Álcoois terciários não sofrem oxidação.

23. Principais processos de obtenção das funções orgânicas
24. As aminas possuem caráter básico nessa ordem: amina secundária > amina primária > amina terciária > amina aromática. Elas são bases de Lewis. Os principais grupos funcionais são
  1. principais funções orgânicas
25. A isomeria geométrica (cis/trans) é determinada na presença da ligação dupla com radicais diferentes em cada carbono. A forma mais polar é a CIS, enquanto que a TRANS é mais apolar.
Na Isomeria óptica o carbono quiral (ou assimétrico) apresenta 4 ligações simples saturadas com radicais diferentes. Isto determina o aparecimento dos isômeros dextógiro/levógiro que desviam o plano de luz polarizada para direita e para a esquerda, respectivamente. Usa-se 2n (n = número de carbonos quirais) para determinar o número de isômeros ativos. A mistura  equimolar do dextrógiro e levógiro forma o isômero racêmico que é inativo (i. é, não desvia o plano de luz polarizada)
BOA PROVA, PESSOAL!
                Um Abraço do Paulo Silva