Pesquisar

Translate

17 de abr de 2011

Radioatividade - Noções


A Descoberta

Em 1896, Becquerel ao pesquisar os raios X – descobertos recentemente por Röetgen – viu a possibilidade de um elemento químico emitir radiações naturalmente. Becquerel descobriu que o urânio e seus compostos emitiam uma radiação penetrante, mas interpretou o fenômeno como um tipo de fosforescência invisível. Apenas a partir de 1898 o estudo da radioatividade começou realmente a se desenvolver, com a correção dos erros de Becquerel, a descoberta de outros elementos (além do urânio) que emitiam radiações penetrantes, e a própria formulação do conceito de "radioatividade" por Marie Curie.

O Que é

Radioatividade corresponde à desintegração espontânea de núcleos atômicos com a emissão de partículas alfa e beta e de radiações eletromagnéticas denominadas gama.

O Poder de Penetração

As partículas alfa possuem carga elétrica +2, devido aos prótons, e massa igual a 4, em função dos prótons e nêutrons que as compõem. Seu poder de penetração é o menor das três emissões. Normalmente uma folha de papel retém as partículas alfa. Elas possuem um poder de ionização maior que as outras.

As partículas beta são constituídas por elétrons atirados em alta velocidade para fora de um núcleo instável. Seu poder de penetração é maior que o da partícula alfa, sendo menos ionizante que a mesma. Ela é formada a partir de um nêutron: nêutron = próton + elétron + neutrino. O próton permanece no núcleo, o elétron e o neutrino são atirados para fora do núcleo.
A radiações gama são ondas eletromagnéticas semelhantes à luz. Possuem poder de penetração maior que as partículas alfa e beta e menor poder de ionização.

A meia-vida

É uma característica de cada elemento. A meia vida de um elemento radioativo é o intervalo de tempo em que uma amostra deste elemento se reduz à metade. Este intervalo de tempo também é chamado de período de semidesintegração. À medida que os elementos radioativos vão se desintegrando, no decorrer do tempo, a sua quantidade e atividade vão reduzindo e, por consequência, a quantidade de energia emitida por ele, em razão da radioatividade, também é reduzida.







Fissão Nuclear

Fissão nuclear é a divisão de um núcleo atômico pesado e instável através do seu bombardeamento com nêutrons - obtendo dois núcleos menores, nêutrons e a liberação de uma quantidade enorme de energia.
Essa reação é responsável pelo funcionamento de reatores nucleares e pela desintegração da bomba atômica.

Fusão Nuclear

Fusão nuclear é a junção de dois ou mais núcleos atômicos produzindo um único núcleo maior, com liberação de grande quantidade de energia. Nas estrelas como o Sol, ocorre a contínua irradiação de energia (luz, calor, ultravioleta, etc.)proveniente da reação de fusão nuclear.

Elaboração Prof. Paulo Silva