Pesquisar

Translate

31 de dez de 2017

25 dicas para o vestibular da UFRGS 2018

  1. O valor do coeficiente de solubilidade determina se a solução é insaturada, saturada ou supersaturada. Uma curva de solubilidade ascendente revela que a dissolução do soluto é endotérmica. A curva descendente é característica dos solutos que liberam calor durante a dissolução. 
  2. Quando a pressão de vapor do liquido se iguala a pressão atmosférica, o líquido entra em ebulição. Nos efeitos coligativos: quanto maior o número de partículas, teremos, maior ponto de ebulição, maior pressão osmótica, menor ponto de congelação e menor pressão de vapor do solvente.
    quanto menor a pressão de vapor = maior o ponto de ebulição
  3. Fusão fracionada, destilação fracionada e liquefação fracionadas são processos que separam os componentes de misturas homogêneas. As misturas azeotrópicas não podem ser separadas por destilação fracionada, pois seu ponto de ebulição permanece constante. O álcool 96oGL é um exemplo.
  4. Bases fortes são as formadas pelos elementos dos grupos 1 e 2, com exceção do magnésio. Os ácidos não-oxigenados fortes são o HCl HClO4 – HNO3 – H2SO4O ácido carbônico, H2CO3, é fraco.    Os sais formados por metais alcalinos, íon nitrato (NO3-1), íon amônio (NH4+1) e Cl-1 – Br-1- I-1 (com exceção dos metais Ag, Hg e Pb) são todos solúveis.
  5. As principais propriedades periódicas são:
  6. Isótopos são átomos do mesmo elemento (mesmo número atômico) que possuem números de massas diferentes. Hidrogênio, deutério e trítio são os isótopos do elemento hidrogênio. Isoeletrônicas são as espécies químicas com o mesmo número de elétrons. Alótropos são substâncias simples derivadas do mesmo elemento químico (grafite e diamante).
  7. São exemplos de moléculas apolares: os hidrocarbonetos, o gás carbônico e o benzeno. São exemplos de moléculas polares: a água, a amônia e o cloreto de hidrogênio.
  8. A ligação covalente ocorre através de um compartilhamento de pares eletrônicos enquanto que na ligação iônica temos uma transferência de elétrons e os átomos atraem-se eletrostaticamente. As principais geometrias moleculares são: AX2= linear, AX3= trigonal plana, AX3E= piramidal trigonal, AX4= tetraédrica.
  9. As Ligações de hidrogênio são responsáveis pelo aumento anormal do ponto de ebulição da água. Os compostos capazes de formar ligações de hidrogênio normalmente possuem maiores pontos de ebulição e menor volatilidade. Os ácidos carboxílicos podem formar 2 pontes de hidrogênio, os álcoois somente uma e os hidrocarbonetos nenhuma.
  10. Nos hidrocarbonetos quanto maior a cadeia carbônica, maior o número de interações por forças de van der Waals (forças de London), logo, maior o ponto de ebulição.
    Intensidade das Interações Intermoleculares
  11. O número de partículas contidas em um mol de qualquer substância é 6,02 x 1023 unidades. Para gases nas CNTP o volume ocupado por estas partículas é de 22,4 litros. Para determinar a massa molecular de uma substância devemos somar as massas atômicas dos elementos que a compõem.
  12. A eletrólise é um processo não-espontâneo. A galvanização consiste no revestimento de uma peça por um metal no cátodo. Lei de Faraday: Um mol de elétrons movimentam 96500 Coulomb de energia o que equivale a 1 Faraday.
  13. Na eletrólise e nas pilhas a oxidação ocorre no ânodo e a redução ocorre no cátodo. Na eletrólise os cátions (+) migram para o Cátodo (-) e os ânions (-) migram para o Ânodo (+). Nas pilhas os sinais do cátodo e ânodo se invertem.
  14. Para determinar a ddp da pilha conserve o sinal de quem se reduz (maior valor) e inverta o sinal de quem se oxida (menor valor) e simplesmente some os dois. Se o resultado for positivo a reação é espontânea. O potencial padrão de redução depende da natureza do material.
  15. Óxidos básicos são formados por metal + oxigênio, reagem com água para formar bases. Óxidos ácidos são formados, principalmente, por ametais + oxigênio, reagem com água para formar ácidos. Os óxidos CO (monóxido de carbono), NO (monóxido de nitrogênio) e N2 (monóxido de dinitrogênio) são neutros. Os óxidos de enxofre SO2 e SO3 e nitrogênio Nox são os principais responsáveis pela chuva ácida. Os óxidos CO2, CH4 e N2O são os principais gases responsáveis pelo aumento do efeito estufa.
  16. A energia de ativação de uma reação química é a energia que dá início ao processo. Os catalisadores atuam de forma a diminuí-la, aumentando a velocidade da reação. A faísca elétrica e a chama fornecem a energia suficiente para que as moléculas cheguem à formação do complexo ativado. Os fatores que podem alterar a velocidade de uma reação são: catalisador, temperatura, pressão, superfície de contato, concentração dos reagentes.
  17. Nas reações endotérmicas a entalpia dos reagentes é menor que a entalpia dos produtos. Nas reações exotérmicas a entalpia dos reagentes é maior que a entalpia dos produtos. Para determinar a variação de entalpia através das energias de ligação devemos subtrair o somatório das ligações dos reagentes e o somatório das ligações dos reagentes. Para determinar a variação de entalpia através dos calores de formação, basta fazer entalpia dos produtos menos entalpia dos reagentes.
  18. Em uma reação não-elementar, etapa que determina a velocidade da reação é a etapa lenta. Não influenciam na velocidade reagentes sólidos ou líquidos. A ordem de uma reação é dada pela soma dos expoentes da expressão da lei da ação das massas.
  19. O equilíbrio químico de uma reação reversível é atingido quando a velocidade da reação direta iguala-se à velocidade da reação inversa. No equilíbrio as concentrações ficam constantes. A constante de equilíbrio é dada pela relação entre as concentrações ou pressões dos produtos e reagentes. Nos ácidos e bases a constante mais elevada determina o ácido ou a base mais forte. O único fator capaz de alterar o valor da constante de equilíbrio é a temperatura.
  20. Soluções ácidas têm pH menor que 7. Soluções básicas têm pH maior que 7. O indicador fenolftaleína é incolor e fica rosado em meio básico. Nas soluções salinas devemos identificar a base e o ácido de origem: sal derivado de ácido forte e base fraca tem pH ácido (NH4Cl ), sal derivado de ácido fraco e base forte tem pH básico(CaCO3) e se os dois são fortes o pH é neutro (Na2SO4).
  21. As reações de substituição ocorrem preferencialmente com alcanos e aromáticos (halogenação, alquilação). As reações de adição ocorrem com alcenos, alcadienos, alcinos e cicloinsaturados (hidratação). A hidratação de alcenos fornece compostos da função álcool. Nas reações de eliminação temos a saída de moléculas (água e ácidos halogenídricos). A reação de formação de ésteres (esterificação) ocorre entre um ácido e um álcool.
  22. Nas reações de oxidação temos a diminuição do número de hidrogênios ou o aumento do número de oxigênios. A oxidação (na presença de KMnO4/H+)de álcoois primários fornece aldeídos e a oxidação de aldeídos fornece ácidos carboxílicos (reação do bafômetro). Se o álcool for secundário a sua oxidação dá cetona. Álcoois terciários não sofrem oxidação.
  23. As aminas possuem caráter básico. Elas são bases de Lewis. As amidas são neutras.
    principais funções orgânicas
  24. A isomeria geométrica (cis/trans) é determinada na presença da ligação dupla com radicais diferentes em cada carbono.
  25. O carbono quiral apresenta 4 ligações simples saturadas com radicais diferentes. Isto determina o aparecimento dos isômeros dextógiro/levógiro que desviam o plano de luz polarizada. 
BOA PROVA, PESSOAL!
                                                                   Um Abraço do Paulo Silva